Blog do Grupo de Teatro Cemitério de Automóveis
     
Histórico
28/06/2009 a 04/07/2009
14/09/2008 a 20/09/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
09/12/2007 a 15/12/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
15/04/2007 a 21/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
18/02/2007 a 24/02/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
19/11/2006 a 25/11/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
19/02/2006 a 25/02/2006
12/02/2006 a 18/02/2006
29/01/2006 a 04/02/2006
25/12/2005 a 31/12/2005
18/12/2005 a 24/12/2005
11/12/2005 a 17/12/2005
04/12/2005 a 10/12/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005
04/09/2005 a 10/09/2005
28/08/2005 a 03/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
07/08/2005 a 13/08/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
26/06/2005 a 02/07/2005
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
22/05/2005 a 28/05/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
13/03/2005 a 19/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
30/01/2005 a 05/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
16/01/2005 a 22/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005
02/01/2005 a 08/01/2005
26/12/2004 a 01/01/2005
19/12/2004 a 25/12/2004
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004
10/10/2004 a 16/10/2004
26/09/2004 a 02/10/2004
12/09/2004 a 18/09/2004
05/09/2004 a 11/09/2004
29/08/2004 a 04/09/2004
01/08/2004 a 07/08/2004
25/07/2004 a 31/07/2004
27/06/2004 a 03/07/2004
13/06/2004 a 19/06/2004
06/06/2004 a 12/06/2004
30/05/2004 a 05/06/2004
23/05/2004 a 29/05/2004
16/05/2004 a 22/05/2004
09/05/2004 a 15/05/2004
02/05/2004 a 08/05/2004
25/04/2004 a 01/05/2004
11/04/2004 a 17/04/2004
04/04/2004 a 10/04/2004
28/03/2004 a 03/04/2004
21/03/2004 a 27/03/2004
14/03/2004 a 20/03/2004
07/03/2004 a 13/03/2004
Outros sites
Cemitério em Cenas
Mário Bortolotto
Fernanda D´Umbra
Marcelo Montenegro
Bactéria
Marcello Amalfi
Paulinho Pankada
Marisa Lobo Viana
Teatro dos Satyros
Parlapatões
G7
Grupo Folias
Armazem
Sutil Companhia de Teatro
Mauro Mello
Sebastião Millaré
Sam Shepard
Eric Bogosian
David Mamet
Jim Jarmusch


O que é isto?
 


SEXTA-FEIRA - 03 DE JULHO - ESTRÉIA

EFEITO URTIGÃO

 

Uma produção do Grupo de Teatro “Cemitério de Automóveis”

 

Texto e Direção : Mário Bortolotto

 

Com Mário Bortolotto e Paulo de Tharso

 

Sonoplastia e Iluminação : Mário Bortolotto

 

Operação Técnica : Rodrigo Cordeiro

 

 

Estréia dia 03 de Julho

 

No Satyros 2

 

Praça Roosevelt, 134

 

Tel : (11) 3258-6345

 

Todas as sextas do Mês de Julho – Até dia 31/07

 

Ingressos : R$ 20,00

 

SINOPSE : Marcos (Mário Bortolotto) é um jornalista brilhante que se desilude com a profissão e vai morar num sítio totalmente recluso e se recusa a receber qualquer visita. Emerson (Paulo de Tharso) é um amigo, também jornalista, mas que nunca conseguiu qualquer sucesso em sua carreira. Ele vai até o sítio para tentar entrevistar o velho amigo e conseguir assim o que ele acredita que pode ser a matéria de sua vida.



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 06h29
[] [envie esta mensagem]




EM OUTUBRO - A VOLTA DE "NOSSA VIDA NÃO VALE UM CHEVROLET"

Foto de Fernada Serra Azul

Nossa Vida não vale um Chevrolet” deve voltar aos sábados à meia-noite a partir de meados de Outubro no Espaço Parlapatões. Sei que uma pá de gente não conseguiu assistir já que tava lotado pra caralho. Então a gente vai voltar a convite da rapaziada dos Parlapatões.  



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 10h33
[] [envie esta mensagem]




EM CARTAZ 

NOSSA VIDA NÃO VALE UM CHEVROLET

Texto, Direção, Sonoplastia e Iluminação : Mário Bortolotto

Elenco : Fernanda D´Umbra, Laerte Mello (Nelson Peres), Mário Bortolotto, Gabriel Pinheiro, Francisco Eldo Mendes, Paulo Jordão, Thiago Pinheiro e Helena Cerello

Operação Técnica : Marcelo Montenegro

Direção Técnica : Régis Santos

Produção : Dani Angelotti

No Espaço dos Parlapatões - Praça Roosevelt, 158

Ingressos : R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Sextas à Meia-Noite (só quatro apresentações - até 22/08)


 

 





 Escrito por Cemitério de Automóveis às 15h46
[] [envie esta mensagem]




Amanhã estréia “Nossa Vida não vale um Chevrolet”.

 

NOSSA VIDA NÃO VALE UM CHEVROLET

Texto, Direção, Sonoplastia e Iluminação : Mário Bortolotto

Elenco : Fernanda D´Umbra, Laerte Mello (Nelson Peres), Mário Bortolotto, Gabriel Pinheiro, Francisco Eldo Mendes, Paulo Jordão, Thiago Pinheiro e Helena Cerello

Operação Técnica : Marcelo Montenegro

Direção Técnica : Régis Santos

Produção : Dani Angelotti

No Espaço dos Parlapatões - Praça Roosevelt, 158

Ingressos : R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Sextas à Meia-Noite (só quatro apresentações)


 

 




 Escrito por Cemitério de Automóveis às 11h40
[] [envie esta mensagem]




MOSTRA CEMITÉRIO DE AUTOMÓVEIS NO RIO DE JANEIRO

ÚLTIMA SEMANA

Esse é o nosso último final de semana no Rio de Janeiro. A Mostra tem sido bacana pra caralho. O público tem sido pequeno e eu entendo que é difícil mesmo o público comparecer se ninguém sabe que a Mostra tá acontecendo. Infelizmente dessa vez, a assessoria de imprensa não funcionou (como na Mostra de 2.005 que foi du caralho). A última apresentação de "Kerouac" já tinha um público bem legal, mas é tudo propaganda de boca. Nesse último final de semana a gente apresenta "À Queima-Roupa" que é uma das peças mais cult do Grupo. A gente apresenta muito pouco. Não me perguntem o motivo. Eu não sei. A gente gosta pra caralho da peça.

Dias 25, 26 e 27 de Julho

 

À QUEIMA-ROUPA 

 

 

Texto e Direção : Mário Bortolotto

Elenco : Eucir de Souza, Mário Bortolotto, André Cecato, Marcos Amaral, Walter Figueiredo, Alessandro Bartel e Fábio Guará.

 

Sonoplastia e Iluminação : Mário Bortolotto

Operação Técnica : Marcelo Montenegro

Direção Técnica : Régis "Nêgadete" dos Santos

Produção : Dani Angelotti 

 

 – Criminoso violento e psicopata sai da cadeia e reencontra antigo amigo. Enquanto tenta arrastar o amigo de volta pro crime, comete uma série de assassinatos acreditando estar fazendo justiça do seu jeito extremamente pessoal.

 

No Teatro Ziembinski, na Tijuca (em frente ao Metrô São Francisco Xavier) - Rua Heitor Beltrão, s/n

Sempre a partir das 20h

Ingressos : R$ 15 / Meia: R$ 7,50

 



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 09h01
[] [envie esta mensagem]




MOSTRA CEMITÉRIO DE AUTOMÓVEIS NO RIO DE JANEIRO

A Mostra prossegue essa semana com "Kerouac"

Dias 18, 19 e 20 de Julho

 

KEROUAC

 

 

Texto : Mauricio Arruda Mendonça

Direção e iluminação: Fauzi Arap

Elenco : Mário Bortolotto

Sonoplastia : Mário Bortolotto

Operação Técnica : Marcelo Montenegro

Direção Técnica : Régis "Nêgadete" Santos

Produção : Dani Angelotti

 

No Teatro Ziembinski, na Tijuca (em frente ao Metrô São Francisco Xavier) - Rua Heitor Beltrão, s/n

Sempre a partir das 20h

Ingressos : R$ 15 / Meia: R$ 7,50

 

Monólogo que narra os últimos dias de vida do escritor Jack Kerouac que morreu aos 47 anos de hemorragia estomacal, marcado pelo excesso de bebida.

 

____________________________________________________

 



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 20h36
[] [envie esta mensagem]




MOSTRA CEMITÉRIO DE AUTOMÓVEIS NO RIO DE JANEIRO

A Mostra prossegue essa semana com "Efeito Urtigão"

Dias 11, 12 e 13 de Julho

EFEITO URTIGÃO

 

 

Texto e Direção : Mário Bortolotto

 

Elenco : Mário Bortolotto e Paulo de Tharso

 

 Jornalista brilhante mas insatisfeito com a profissão, se isola em um sítio. Amigo também jornalista vai atrás dele tentando escrever a matéria de sua vida.

 

__________________________________________

 

No Teatro Ziembinski, na Tijuca (em frente ao Metrô São Francisco Xavier) - Rua Heitor Beltrão, s/n

Sempre a partir das 20h

 



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 07h59
[] [envie esta mensagem]




EM JULHO

O Grupo Cemitério de Automóveis vai estar no Rio de Janeiro apresentando uma mostra de quatro espetáculos.

No Teatro Ziembinski, na Tijuca (em frente ao metrô) - Rua Heitor Beltrão, s/n

Sempre a partir das 20h

04, 05 e 06 de Julho

CHAPA QUENTE

Texto : André Kitagawa

Adaptação : Mário Bortolotto

 

Direção : Mário Bortolotto e André Kitagawa

 

Elenco : Mário Bortolotto, Paulo de Tharso, Martha Nowill, Caca Manica, Érika Puga, Marcos Amaral, Paulinho Faria, Walter Figueiredo, Francisco Eldo Mendes , Gabriel Pinheiro e Régis Santos

 

– Adaptação dos quadrinhos de André Kitagawa. Sete histórias carregadas de humor negro e violência urbana

 

_______________________________________

 

Dias 11, 12 e 13 de Julho

EFEITO URTIGÃO

 

 

Texto e Direção : Mário Bortolotto

 

Elenco : Mário Bortolotto e Paulo de Tharso

 

 Jornalista brilhante mas insatisfeito com a profissão, se isola em um sítio. Amigo também jornalista vai atrás dele tentando escrever a matéria de sua vida.

 

__________________________________________

 

Dias 18, 19 e 20 de Julho

 

KEROUAC

 

 

Texto : Mauricio Arruda Mendonça

Direção : Fauzi Arap

Elenco : Mário Bortolotto

 

Monólogo que narra os últimos dias de vida do escritor Jack Kerouac que morreu aos 47 anos de hemorragia estomacal, marcado pelo excesso de bebida.

 

____________________________________________________

 

Dias 25, 26 e 27 de Julho

 

À QUEIMA-ROUPA 

 

 

Texto e Direção : Mário Bortolotto

Elenco : Eucir de Souza, Mário Bortolotto, André Cecato, Gabriel Pinheiro, Marcos Amaral, Walter Figueiredo e elenco carioca convidado.

 

 – Criminoso violento e psicopata sai da cadeia e reencontra antigo amigo. Enquanto tenta arrastar o amigo de volta pro crime, comete uma série de assassinatos acreditando estar fazendo justiça do seu jeito extremamente pessoal.

 

 



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 18h44
[] [envie esta mensagem]




EM CARTAZ

 



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 08h02
[] [envie esta mensagem]




FESTA DE LANÇAMENTO DO LIVRO CEMITÉRIO EM CENA



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 21h53
[] [envie esta mensagem]




A VOLTA DO CEMITÉRIO DE AUTOMÓVEIS

COCOONINGS

Texto : Mário Bortolotto

Direção : Gabriel Pinheiro

Elenco : Alessandro "Robocop" Bartel, Walter "Figueiredo" Batata, Gustavo Brandão, Mariana Leme e Fabiana Vajman.

Iluminação e Sonoplastia : Marcelo Montenegro

No próximo sábado estréia no Teatro Ruth Escobar.




 Escrito por Cemitério de Automóveis às 16h15
[] [envie esta mensagem]




NA COOP TV

Coop Tv é uma emissora da Cooperativa de Teatro. Dias atrás a gente tava jantando e fazendo uma reunião de Grupo no Planeta´s e os caras da Cooperativa baixaram lá pra me entrevistar. E já tá no ar.

Pra quem interessar, é só clicar nesse link aí e ir avançando. A entrevista tá no último bloco.

http://www.cooperativadeteatro.com.br/portal/articles.php?id=115




 Escrito por Cemitério de Automóveis às 11h49
[] [envie esta mensagem]




EM RECESSO

Com o fim da IV Mostra, não sabemos ainda o que vai acontecer. A gente tinha um projeto fudido pra comemorar os 25 anos do Grupo, mas não fomos aprovados na Lei do Fomento e com isso ficamos na impossibilidade de realizar o que a gente tinha planejado. Os integrantes do Grupo estão envolvidos em outros trabalhos fora do Grupo e por enquanto é tudo muito incerto. Só sei que a gente inaugura no dia 02 de Agosto o Espaço Cemitério de Automóveis em Londrina. Vamos apresentar "Efeito Urtigão" e lançar o livro de fotos do Grupo. E por enquanto é isso aí.



 Escrito por Cemitério de Automóveis às 09h45
[] [envie esta mensagem]




Foi du caralho. O encerramento da Mostra foi du caralho. Duas sessões lotadas de "Chapa Quente". Ainda ficou gente pra fora na segunda sessão. A festa foi du caralho. É claro que eu particularmente, senti falta de uma pá de amigos. Mas quem esteve lá e é da praia, se divertiu pra caralho. Quando digo isso, só quero dizer que quem não é da praia pode achar tudo uma grande merda. Começou meio tímida, com Amalfi e Kim brincando de guitar hero. Aí fui lá e cantei "Cachaceiro". Linari mandou "Confortável" do André Cristovam e as coisas começaram a acontecer. Linari e eu fizemos "Juke Box" e depois Picanha chegou junto e a gente mandou "Nossa Vida não vale um Chevrolet" e "O Rei da Ralé". Fernanda chegou, cantou seus blues rasgados e depois a gente improvisou alguns jazzinhos da "Tempo Instável". Picanha, é claro cantou "Roadhouse Blues" e depois Linari se juntou a ele e celebramos "Sweet Home Alabama" com Picanha cantando versos da música em francês. Aí na sequência aconteceu o que podia acontecer de mais acachapante. O mito Diniz subiu lá e cantou. Não tenho palavras pra descrever a experiência. Simplesmente inesquecível. Ainda teve André Ceccato cantando "Marisa Monte" e "Pink Floyd". Infelizmente a fita de vídeo já tinha acabado nessa hora. Foi foda. Depois discotequei um pouco até uma hora que cansei e mandei ver alguns blues que eram só pra mim mesmo. Não tava nem um pouco preocupado se alguém tava curtindo. E fiquei bebendo conhaque e pensando que a vida no geral é triste pra caralho, mas há momentos que são únicos e que podem fazer você voltar a acreditar em redenção, pedaços de céu e uma brisa fresca numa praia abandonada. Há momentos assim. São só momentos, é claro, mas valem a pena pra caralho.




 Escrito por Cemitério de Automóveis às 15h23
[] [envie esta mensagem]




FELIZES PARA SEMPRE - ÚLTIMO DIA

Tenho certeza que um dia a minha inclinação por camas baixas e mulheres de bota de cano alto ainda vai me causar problemas. Assim como dou a indevida atenção para assuntos desinteressantes, deveria portar-me de maneira oposta quando a relevância, essa medusa assustada, chacoalha as madeixas. Isso é um aviso. Bem, estava pensando sobre a peça “Felizes para sempre”. Vejamos (quase) todas as possibilidades: a) comentar as cenas sequencialmente; b) comentar o que há de comum nelas; c) comentar o que há de diferente nelas. OU: a) comentar cada atuação; b) comentar cada atuação mas destacando uma ou duas em especial; c) comentar a peculiaridade de cada atuação. OU: a) destacar o efeito que o texto causa nas pessoas quando elas se reconhecem e quando elas não se reconhecem. Não acredito nisso: ou você sabe sobre o que quer escrever ou desiste. Existem outras possibilidades, lamber um scarpin escondido no banheiro é apenas uma delas. Divago porque hoje tive que ir até o centro da cidade e vender um livro do Pietro Maria Bardi por apenas dois reais e alguns centavos. Um outro, sobre as obras de arte da coleção Freud, igualmente por dois reais e alguns centavos. E ainda tive que explicar pro cara do balcão quem era Pietro Maria Bardi (sobre o Freud ele teve apenas o meu silêncio). Mas eu estava falando sobre a peça. Querem saber do que se trata? Dos tais centavos. Como assim? Sei que muitos vão duvidar de mim, mas esses talvez não conheçam o valor das moedas que ficam escondidas no fundo das gavetas.

                                       (Douglas Kim)

FELIZES PARA SEMPRE

Texto e Direção : Mário Bortolotto

Elenco : Barbara Paz, Nelson Peres, Chris Couto, Marcos Cesana, Fernanda D´Umbra e Mário Bortolotto

Sonoplastia e Iluminação : Mário Bortolotto

Operação Técnica : Marcelo Montenegro

Cenotécnica : Régis "NêgaDete" dos Santos

Produção : Fernanda D´Umbra

Assist. de Produção : Paulo F

Hoje : 21h

Centro Cultural São Paulo (Porão / Sala Ademar Guerra)

Rua Vergueiro, 1.000 (Metrô Vergueiro)

Ingressos  R$ 15

 




 Escrito por Cemitério de Automóveis às 08h37
[] [envie esta mensagem]


[ ver mensagens anteriores ]